Celebre o maior festival de tradições germânicas do Brasil

Sommelier da Decante, sugere algumas opções de vinhos para a comemoração da Oktoberfest

A Oktoberfest Blumenau é considerada a maior festa de origem alemã do Brasil e a segunda maior do mundo, ficando atrás apenas da Oktoberfest de Munique, na Alemanha. Com mais de 30 anos de história, a festa apresenta toda a cultura germânica por meio da gastronomia típica, das bandas e na diversidade de cervejas e chopes.
No clima da maior festa alemã do Brasil, as pessoas que apreciam um bom vinho, talvez, nunca tenham parado para pensar no quanto essa bebida tem similaridade com o mundo da cerveja.

A história das bebidas também é semelhante. Descobertos da mesma forma, o vinho e a cerveja foram criados a partir de um processo de fermentação que ocorreu por acidente. O vinho foi descoberto por volta do ano 5000 a.C., data dos primeiros registros de plantio de uva. Já a cerveja não possui um período definido de seu surgimento, porém, o que se sabe é que foi descoberta por acaso, quando um recipiente de grãos, que inicialmente era utilizado para fazer pão, foi esquecido aberto. Quando choveu, os grãos germinaram e revelaram o processo de maltagem, que criou as condições necessárias para fabricação da bebida.

Na Oktoberfest de Blumenau o vinho também se faz presente nas opções diferenciadas de coquetéis de vinho. Porém, muitas pessoas não apreciam o malte e o sabor que a cerveja dá ao vinho. Pensando nisso, o sommelier da Decanter, Sidney Lucas, sugere algumas opções de vinhos alemães para curtir o período da festa germânica.

O vinho branco Eugen Müller Charisma Riesling Trocken QbA 2016 é a primeira sugestão do sommelier. Natural da região de Pfalz, o vinho apresenta temperaturas muito altas durante o inverno, primaveras precoces, verões quentes e longos.

De clima temperado com condições extremas e instáveis de temperatura, o Grans-Fassian Riesling QbA 2014, apresenta aromas de pêssego, nectarina, íris e maçã. Possui excelente harmonia entre o frescor entusiasmante e a suavidade frutada, num contexto leve e elegante. “O vinho branco é perfeito para acompanhar um delicioso ruta pochée no court-bouillon ao molho cremoso de vinho Riesling e gratin de batatas”, observa o sommelier.

Para os amentes do vinho tinto, a dica é apostar no Meyer-Näkel Spätburgunder 2016. Caracterizados essencialmente pela presença de ardósia negra e rochas sedimentares, o vinho é da região de Ahr, na Alemanha. “A bebida harmoniza muito bem com um delicioso Wildschweinschinken mit Zwiebelconfit und Bauernbrot (Presunto de javali com cebolas confitadas e pão camponês), Faisão assado com alcachofras e Suprême de galinha d’angola com estufado de cogumelos silvestres”, finaliza Sidney.

Decanter

Uma das maiores e mais destacadas importadoras de vinhos do Brasil, a Decanter foi eleita a Importadora do Ano, na edição anual de vinhos da revista Gula. Fundada em Blumenau, em 1997, conta com mais de 50 distribuidores por todo o país, além da rede de Enotecas Decanter.
Seriedade, respeito ao cliente e uma política de preços convidativos têm sidos alguns dos suportes desse crescimento.  No entanto, é a esmerada seleção de vinhos que dá corpo à empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>